A Google quer por a marca Android na nova vaga de dispositivos inteligentes que vão começar a chegar às nossas casas e, por isso mesmo, decidiu lançar o Android Things. Este novo sistema operativo pretende conectar todos os dispositivos que vão começar a surgir por nossa casa, como é o caso de colunas inteligentes, câmaras, routers, frigoríficos ou até mesmo ar-condicionados. Na prática, este novo Android Things procura facilitar a tarefa às novas marcas que pretendem começar a criar hardware deste tipo, uma vez que terão que trabalhar apenas com ferramentas de desenvolvimento Android, ferramentas essas que já são bem conhecidas.

Android Things é apenas um novo nome, sendo que o sistema operativo já existia. Basicamente, é um update e um rebranding do Brillo, um Sistema Operativo baseado em Android para a Internet das Coisas. O Brillo foi falado durante a CES do ano passado, no entanto parecia destinado a cair no esquecimento, sem ser mencionado desde então.

Agora, a Google faz a sua jogada de forma a trazer este sistema operativo de novo para a ribalta, com o seu novo nome e algumas mudanças. Desenvolver para Android Things, ao contrário do que acontecia com o Brillo, é através das ferramentas que a Google já disponibiliza para programadores. Isto garante que os developers poderão desenvolver muito mais rápido e começar a trabalhar facilmente num novo produto, evitando assim uma grande curva de aprendizagem.

Mas há algo que os leitores devem perceber aqui. Apesar de ter Android no nome, que ninguém fique à espera de uma plataforma como o Sistema Operativo Android ou o Android Wear. Na verdade, este Android Things está preparado para correr silenciosamente, sem qualquer tipo de interface. Na verdade, o Android Things apenas corre em background, permitindo que todos os nossos dispositivos inteligentes e que formam a nossa rede IoT posam lidar com tarefas complicadas, em vez de as mandarem ser executadas num servidor colocado algures. Isto significa que o Android Things poderá estar em qualquer dispositivo que nós nem achamos ter um sistema operativo, como é o caso de uma impressora, uma máquina de café ou até mesmo uma lâmpada.

Na prática, o Android Things será responsável por manteres todos os nossos dispositivos interligados entre eles, incluíndo com os nossos Smartphones e Tablets (quer sejam Android ou iOS).

COMPARTILHAR
Editor, responsável pelas reviews a equipamentos e também por algumas notícias que poderás encontrar pelo TekGenius.

DEIXE UMA RESPOSTA