Como conjugamos a nossa necessidade de tomar notas importantes com a sustentabilidade? Num recente evento corporativo, discutíamos a toma de notas em tablets ou em papel, e perante o argumento de que em papel ainda era muito mais produtivo, inseri na conversa o melhor dos dois mundos: o Infinitebook, caderno reutilizável, “whiteboard portátil”, que apresenta uma solução interessantíssima para tirarmos apontamentos em papel num caderno que pode ser digitalizado, limpo e reaproveitado “infinitamente”. A nova edição Infinitebook afirma-se agora como o primeiro produto nacional inteiramente pensado por inteligência artificial.

Chama-se “Fun or Future?”, é o novo conceito de caderno reutilizável da Infinitebook – a startup responsável pela criação do famoso whiteboard portátil -, e foi criado exclusivamente com recurso à Inteligência Artificial da OpenAI.

Com a figura do Einstein em 3D num fundo verde, o novo caderno, totalmente criado sem mão humana, pretende despertar a curiosidade sobre a Inteligência Artificial (IA) e trazer o tema à discussão. “A escolha do Einstein pareceu-nos óbvia: foi e é um nome disruptivo na sua área – e que outrora causou o mesmo furor, dúvidas e dilemas que o próprio “ChatGPT” e todas estas ferramentas de Inteligência Artificial estão a colocar. O fundo verde é só mais uma forma de relembrar que, no final, o que fazemos é sempre com um único propósito: a sustentabilidade e respeito pelo meio ambiente”, começa por explicar Pedro Lopes, CEO da Infinitebook.

A inovação percorre todas as folhas de um caderno Infinitebook e está-nos no sangue. Esta é mais uma oportunidade de inovarmos o produto e a nossa forma de estar no mercado. Vimos potencial, sobretudo no impacto que a utilização desta ferramenta poderá ter no dia a dia e trabalho da Infinitebook. O ChatGPT pode tornar-se num bom amigo, a manter por perto. O nosso objetivo é desafiar todos – colaboradores, empresas e consumidores – , a conversar e refletir sobre o alcance e as questões que este modelo de Inteligência Artificial levantam”, conclui o CEO da startup portuguesa.

A capa do novo Infinitebook foi criada com recurso à plataforma “DALL· E 2”, sendo que o caderno conta ainda com uma descrição criada pelo famoso “ChatGPT”, ferramenta também lançada recentemente pela OpenAI: “Esta peça única foi criada inteiramente por Inteligência Artificial, desde a renderização 3D de Einstein, ao exuberante ambiente verde, e até o texto. Utilizámos tecnologia de IA de ponta e algoritmos de deep learning para criar esta renderização única e visualmente deslumbrante“, refere a parte inicial da descrição, em inglês.

Para a contracapa, a Infinitebook pediu ao chat que lhe indicasse uma citação de Einstein sobre IA. Em resposta, a plataforma indicou não existir alguma, uma vez que “não viveu para ver os avanços da tecnologia moderna”. Ainda assim, sobre  desenvolvimento tecnológico, Einstein terá dito uma vez que se “tornou terrivelmente óbvio que a nossa tecnologia ultrapassou a nossa humanidade”, referiu o “ChatGPT”, rematando com: “o que algumas pessoas podem interpretar como um aviso geral sobre a tecnologia, que inclui a IA”.

A edição “Fun or Future?” já está disponível para compra, no site da marca, a partir de 14,90€.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here