A Qualcomm está a entrar lenta e inexoravelmente no mercado dos portáteis e o benefício será de todos os utilizadores. No mais recente passo em frente, e aproveitando o palco da IFA 2018, a Lenovo anunciou o Lenovo Yoga C630, a quem já ninguém tirará o mérito de ser o primeiro computador portátil com o Snapdragon 850.

Porque é este um passo significativo? Porque até agora, os dispositivos Windows on ARM tinham incluído o Snapdragon 835, enquanto o Snapdragon 850 é baseado no Snapdragon 845, com optimizações ao nível do consumo energético e potência geral do processador, tirando partido da fonte energética mais generosa que representa um portátil, permitindo à Qualcomm apregoar uma performance 30% superior face à primeira geração de portáteis com Snapdragon.

Fora o consumo energético melhorado, que permitirá autonomias perto das 20 horas de utilização contínua (a Lenovo indica perto de 25 horas), a presença do Snapdragon 850 também permite ao Yoga C630 incluir uma ranhura para um cartão SIM e velocidades até 1.2Gbps em navegação por dados.

Um ultraportátil completo

Face aos mais clássicos portáteis com Intel, o Lenovo Yoga C630 não é particularmente diferente no hardware geral, trazendo uma gama completa de implementações, incluindo um teclado de tamanho completo, mesmo que o ecrã tenha somente 13.3 polegadas FHD.

O processamento estará disponível com opção por 4GB ou 8B de RAM e até 256GB de memórias UFS 2.1, fundamentalmente semelhante a um smartphone de gama alta. A segurança não foi esquecida e temos um leitor biométrico para autenticação, e a conectividade física faz-se via duas portas USB-C.

Esperem a chegada do Lenovo Yoga C630 ao mercado Europeu em Novembro por €999 na sua verão mais contida. Para quem quer valorizar a autonomia em conjunto com a conectividade em qualquer local, o C630 será uma opção extremamente interessante, com a real vantagem de chegar ao mercado primeiro e colocar o pé na porta.

 

DEIXE UMA RESPOSTA