Com a LG a acabar o seu 11º trimestre consecutivo com uma perda na sua divisão móvel, surgiu uma nova ideia dentro da empresa. O vice-presidente da marca, Cho Sung-Jin, confirmou que a empresa não irá seguir nenhum calendário de lançamento fixo para novos dispositivos.

Esta é uma estratégia interessante, mas se a LG quiser continuar a fazer movimentos no mundo dos smartphones, pode ser um plano de negócios que pode funcionar. A HTC também fez uma espécie de confirmação que iria fazer o mesmo, mas em vez de lançar vários dispositivos todos os anos, a HTC irá diminuir os seus lançamentos para apenas alguns novos smartphones.

Se a declaração de Sung-Jin significa que a LG estará a mudar a sua programação de lançamentos para o LG G7 e o LG V40, ainda não se sabe. Em vez disso, afirmou que a empresa planeia “reter os modelos existentes por mais tempo, por exemplo, revelando mais variantes da série G ou série V”.

É possível que possamos começar a ver variantes dos flagships lançados pela LG, mas em momentos menos previsíveis ao longo ano.

O G6 foi lançado antes do cronograma em 2017, mas o dispositivo teve um grande retrocesso devido ao fato de estar equipado com um Snapdragon 821 e não com o novo Snapdragon 835. Em vez disso, a LG esperou até ao V30 antes de estrear um dispositivo que apresentou o mais recente processador da Qualcomm e um que já foi visto nos dispositivos Galaxy S8, HTC U11, Galaxy Note 8, OnePlus 5 e outros.

Ainda se espera que a marca lance o G7 no Mobile World Congress 2018, mas o dispositivo provavelmente será ofuscado pelo lançamento do Galaxy S9, como já vem sendo hábito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here