A Lenovo apresentou o seu portefólio renovado de portáteis ThinkPad, os verdadeiros pesos-pesados dos profissionais e das empresas. Os novos equipamentos são ainda mais potentes, com processadores Intel Core vPro de 11ª geração ou AMD Ryzen 5000, mas são também ainda mais produtivos.

Esta qualidade é incorporada nos novos ThinkPad X13 e X13 Yoga que apresentam ecrãs de 16:10, mais altos do que o padrão 16:9 que é definitivamente menos interessante para maximizar conteúdos no ecrã em aplicações de produtividade.

Por dentro, os ThinkPad X13 e X13 Yoga, nas suas versões Gen 2 i, podem ser equipados com processadores Intel Core i7 vPro ou então os novos AMD Ryzen 5000. Porquanto a conectividade esteja em alta nestes equipamentos que incluem mesmo opções por LTE e 5G, as versões AMD prescindem da porta Thunderbolt 4 que pode ser encontrada nos Intel.

Último detalhe importante nestes equipamentos é que as webcams podem ser FHD, o que fará uma diferença brutal por comparação à norma HD que domina o mercado.

Para o ThinkPad X13 a Lenovo está a oferecer baterias de 54.7Wh ou 41Wh, enquanto o ThinkPad X13 Yoga entra no jogo com 53Wh e uma autonomia de 12.3 horas.

O Lenovo ThinkPad X13 estará disponível a partir de Maio por €999 e o X13 i custará €1149, com o preço do Yoga ainda por confirmar.

ThinkPad T14 e T15 renovados

Embora os X13 e X13 Yoga sejam dispositivos muito potentes, para quem requer mais coice, a Lenovo apresentou também os ThinkPad T14 e T15, que permitem acesso a uma gráfica discreta Nvidia GeForce MX450. Tenham atenção que se quiserem os modelos com Intel Core vPro de 11ª geração, então têm de olhar para os T14s, T14 e T15, enquanto os T14s e T14 recorrem aos AMD Ryzen 5000. Notem que os modelos Ryzen possuem gráficas integradas AMD.

Estas unidades são pensadas em quem precisa de alguma capacidade gráfica e por isso oferecem opções UHD nos seus modelos de 14 e 15 polegadas, ambos com Dolby Vision HDR. De notar que, ao contrário dos X13, os ThinkPad T14 e T15 recorrem a ecrãs mais “clássicos” de proporção 16:9.

Podem ser configurados com um total de 48GB de RAM (32GB nos modelos S) e 2TB de armazenamento, e também podem ser configurados com modems LTE ou 5G.

De notar que os modelos Intel têm algumas vantagens, como sejam a câmara FHD com infravermelhos e Wi-Fi 6E, em vez da standard Wi-Fi 6.

O mais barato destes equipamentos será o T14, por €849 a partir de Maio. O ThinkPad T14 i custará algo mais, com os seus €949, depois o T14s pedirá pelo menos €1049 e o T14s i chegará ao preço base de €1099.

Workstations ThinkPad P14s e P15s

Continuando a nossa escalada em termos de capacidades, a Lenovo também introduziu melhorias nas suas workstations móveis. Os modelos ThinkPad P14s e P15s mantêm a aposta nos processadores Intel Core vPro de 11ª geração ou AMD Ryzen 5000 Pro, com um máximo de 48GB de RAM, sendo 8 ou 16GB soldados na motherboard. A melhoria mais notória dá-se na troca da MX450 por uma T500.

As ThinkPad P14s e P15s estão disponíveis com ecrãs FHD de 14 ou 15.6 polegadas, e a gama usual de opções da HP quanto a ecrãs, nomeadamente painéis de baixo consumo ou de privacidade. Entretanto, para quem realmente precisar de uma cor verdadeiramente profissional, o painel também está disponível em UHD com calibração de fábrica pela X-Rite.

Tal como nos modelos anteriores, podemos contar com Wi-Fi 6 (Wi-Fi 6E nos modelos Intel). As câmaras não são do novo modelo FHD, mas HD.

Em termos de preços e disponibilidades, o ThinkPad P14s começa nos €879, o P14s i nos €999 e, no meio, o ThinkPad P15s terá um preço a começar nos €949. A disponibilidade colocará o P14s i no mercado em Abril juntamente com o P15s, enquanto os restantes modelos chegam em Maio.

ThinkPad L14 e ThikPad L15

Para os que procuram uma opção mais budget, menos onerosa de se munirem da resistência e fiabilidade de um ThinkPad, a Lenovo também introduziu um refresh nos modelos ThinkPad L14 e L15.

Mais uma vez, os novos modelos recebem processadores Intel Core vPro de 11ª geração ou AMD Ryzen 5000, com a opção para até 64GB de RAMx, e opção por uma GeForce MX450 em alternativa às gráficas Iris Xe ou Vega integradas.

O armazenamento pode ser de 2TB desde que em HDD ou 1TB PCIe SSD.

São dois equipamentos bestiais e a para conseguir uma maior acessibilidade, a Lenovo deu-lhes um painel HD TN, com opção por FHD IPS. Portanto, estamos a falar de equipamentos mais para puxar pelos dados, mais do que para grafismos, mas o seu maior argumento será o preço: o ThinkPad L15 custará €699 e o L14 €729, nas suas configurações de base, valores mais do que atraentes.

ThinkVision P40w

Pensavam que já tinha acabado, não é?

Pois a Lenovo introduziu também o ThinkVision P40w de 39.7″ com formato ultrawide 21:9 WUHD 5120 x 2160. O monitor tem certificação TÜV Rheinland Eyesafe graças à sua tecnologia Natural Low Blue Light.

Este é um monitor doca com até 12 entradas, incluindo duas Thunderbolt 4 e capacidade de carregamento até 100W com Smart Power. Este é mesmo o primeiro monitor Thunderbolt 4 compatível com Intel AMT.

Este parece ser um excelente ecrã para multitasking, permitindo colocar as imagens de duas fontes lado a lado.

O painel propriamente dito apresenta HDR IPS 300 e curvatura de 2500R com posicionamento fácil em inclinação, rotação e elevação.

A disponibilidade ocorrerá em Outubro, por um valor de €1699.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here