A Olympus apresentou a terceira iteração da sua câmara fotográfica para profissionais do formato micro quatro terços, a OM-D E-M1 Mark III. A nova câmara fotográfica mantém o sensor da geração anterior, mas com diversas melhorias a nível de processamento, permitindo-lhe uma maior polivalência para fotografia de ação.

As Olympus são câmaras charmosas com design clássico e elegante, que combinam capacidade com portabilidade. Dentro da nova OM-D E-M1 Mark III encontramos um sensor de 20MP idêntico ao da Mark II, mas com muitos truques novos, herdados da E-M1X. Um deles é que o sistema de estabilização interna oferece agora impressionantes 7 pontos de estabilização de imagem, 7.5 se a própria objetiva também for estabilizada.

A cadência de disparo chega às 18fps com autofoco, graças ao novo processador TruePic IX. Quando combinamos o sensor com o novo processador e o estabilizador mais capaz, conseguimos tirar fotografias de alta resolução de 50MP sem necessidade de suporte estabilizador externo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O sistema de foco foi igualmente melhorado, com o sistema de 121 pontos de foco cruzado que prometem focar mais depressa e com maior exactidão, mas que incluem igualmente uma optimização para céu estrelado, pensada para os adeptos da astrofotografia. Para a fotografia de ação, a Olympus inclui foco de prioridade ao rastreamento ocular.

O vídeo pode ser captado a 4k/24p e beneficia bastante do sistema de estabilização de 5 eixos, podendo captar o vídeo de forma estabilizada, sem tripé.

A autonomia é um ponto importante nas câmaras digitais mirrorless e a OM-D E-M1 inclui a bateria BLH-1 que pode ser carregada em 2 horas com USB-C Power Delivery.

A OM-D E-M1 Mark III é fabricada em magnésio com proteção ambiental contra salpicos, poeira e congelação, o que permite fotografia de exterior em condições meteorológicas extremas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here