Está frio, está chuva: este não é um Inverno fácil para quem trabalha em mobilidade e se vê frequentemente com o portátil exposto ao frio intenso. Acreditem, sei do que falo: as minhas manhãs começam com algum blogging no exterior, onde me visto como um esquimó, porque é mais fácil trabalhar numa meteorologia que não convida ninguém a aproximar-se a meter conversa. Depois, essas manhãs passam por um escritório onde a temperatura é perfeitamente tropical, e se é difícil para mim, é difícil para a máquina.

A Toshiba tem um foco exclusivamente B2B e, como tal, fala directamente para os que utilizam o computador a nível profissional, lidando com estas condições meteorológicas que podem impor desgaste aos equipamentos e colocar em perigo dados importantes. Precisamente como parte do seu foco em servir aqueles cujas vidas profissionais se movem em torno dos seus portáteis, a Toshiba partilhou alguns conselhos para mantermos mais seguros e protegidos estes importantes instrumentos de trabalho.

Proteger a bateria do frio

A bateria de um computador portátil é desnecessariamente estragada pelas temperaturas baixas. Quando o computador está parado durante várias horas ao frio, a bateria pode descarregar completamente. Se o computador estiver em modo de descanso, à um forte risco de perda de dados. Neste caso, a informação é temporariamente guardada na (volátil) memória de trabalho e pode perder-se se por acaso não foi anteriormente gravada de forma correta. Daí, é sempre aconselhável desligar o portátil. Adicionalmente, o frio também pode ter um efeito negativo na vida da bateria. Assim sendo, os utilizadores devem precaver-se de deixar os portáteis nos carros durante a época do frio.

O disco rígido também não gosta de temperaturas negativas

O disco rígido é muito sensível e não deve ser exposto a períodos prolongados ao frio. Por exemplo, se o utilizador retira o seu portátil do carro frio depois de um almoço de negócios e depois leva-o para casa ou para o escritório aquecido, isto pode danificar não só a bateria como também o disco rígido. A humidade do espaço aquecido condensa na superfície fria da unidade de armazenamento. No pior cenário, isto danificará o disco rígido e perderá uma parte significativa dos dados guardados. O melhor é o utilizador não expor o computador portátil ao frio por períodos demasiado grandes e evitar as variações de temperatura. Caso o computador tenha estado muito tempo ao frio, não deverá ser ligado até estar completamente climatizado com a temperatura ambiente do espaço em que se encontre.

Capas de protecção mantêm o portátil quente

Como princípio, o utilizador deve evitar temperaturas demasiado baixas bem como variações de temperatura entre o frio gélido da rua e os espaços aquecidos do escritório e deverá usar uma capa de protecção resistente ao frio. A Toshiba oferece uma gama de capas e sacos para este propósito.

Protecção contra a perda de dados com o Toshiba Mobile Zero Client (TMZC)

Uma boa alternativa ao clássico computador portátil é o Toshiba Mobile Zero Client (TMZC). O TMZC é uma solução inovadora para desktops virtuais baseada em portáteis standard, sem a necessidade de armazenamento de dados ou sistema operativo local. O trabalho contínuo num desktop virtual protege os utilizadores de perderem dados no disco local. A qualquer temperatura!

Modelos Toshiba Portégé X e Tecra X: A Elevada Qualidade Compensa

Adicionalmente, a Toshiba sempre enfatiza a importância da elevada qualidade, fiabilidade e durabilidade dos seus portáteis para responder às diferentes situações que os diferentes negócios enfrentam, mesmo no pico do inverno. As gamas Portégé X e Tecra-X são os primeiros portáteis do mercado a corresponderem às exigências de testes MIL-STD 810G. O procedimento destes testes consiste em dez testes – desde testes de quebra, a de poeiras, até testes de baixas temperaturas. Neste último caso, os computadores portáteis são monitorizados a temperaturas muito elevadas (30º a 60º) e temperaturas muito baixas (-20º C). Adicionalmente, fortes variações de temperatura (desde os -20ºC até aos 60º C) são geradas e os portáteis são avaliados em modo desligado e ligado em diferentes períodos de tempo. A Toshiba procura criar os computadores portáteis ideais para cada situação e exigência que o negócio exija.

DEIXE UMA RESPOSTA