O Samsung Galaxy Note 8 é o último modelo da marca para produtividade. Depois do falhanço que foi o Galaxy Note 7, era urgente para a Samsung recuperar a credibilidade. Para isso, nada que não fosse um equipamento absolutamente espantoso, seria um fracasso. E é por isso que surge agora este Galaxy Note 8, um equipamento com um excelente design, uma aposta clara na produtividade, sem nunca esquecer a parte de entretenimento. Será este flagship capaz de fazer esquecer os problemas com o Note 7

Tivemos a oportunidade de fazer um teste mais longo que o normal a este equipamento. Quase um mês de testes e a verdade é que ficamos completamente convencidos da capacidade deste novo Samsung. Um design novo, com o novo Infinity Display de 6,3’’ a ser aplicado na frente do equipamento, enquanto que na traseira surgem as duas câmaras capazes de tirar excelentes fotografias.

A S Pen continua a estar presente, sendo que agora numa versão melhorada. Quem vai adorar esta caneta são todos aqueles que passam a vida a ter que tirar notas de reuniões, já que o grande ecrã e a grande capacidade da caneta, poderão fazer com que deixe de vez o seu caderno de notas em casa.

Mas a produtividade não fica apenas pela S Pen. O hardware é bastante potente para que possamos ter inúmeras aplicações de trabalho abertas. Prova disso, são o 6GB de memória ram, assim como o processador proprietário Samsung Exynos Octa 8895.

No entanto, há três pontos com que terá que lidar se quiser ter o novo Samsung Galaxy Note 8. O primeiro, é sem dúvida o tamanho do próprio equipamento, aliado ao vidro nas duas faces do mesmo. Para segurar e utilizar o equipamento com total segurança, teremos sempre que recorrer às duas mãos. Além do mais, não há qualquer equipamento de protecção que acompanhe o Note 8, ao contrário do que outras marcas fazem (p.ex a Huawei). O ponto menos bom, é o facto de o sensor de impressões digitais ter passado para a traseira do equipamento, tal como aconteceu com o Galaxy S8, já que o botão home na frente do telemóvel desapareceu. Não seria um problema, caso a Samsung tivesse aprendido com os erros no S8, coisa que não o fez. O leitor de impressões digitais tem que ser ao meio, nunca ao lado da câmara. O resultado, é que não o usei durante todo o tempo que tive o equipamento. Mais, o scanner de íris continua a não ser uma alternativa para desbloquear o telemóvel, ainda para mais porque uso óculos!

O terceiro ponto, é mesmo o facto do equipamento ser muito caro. Estamos numa altura em que os equipamentos atingiram valores de mercado absurdos, e o Galaxy Note 8 não é uma excepção. Com um custo de 1019,99€ (PVP), é certo que a carteira vai levar um rombo enorme, tudo para que possa contar com um equipamento que é realmente um topo de gama a nível de hardware, com excelentes câmaras e um ecrã ainda melhor.

O maior rival do Samsung Galaxy Note 8 é o Google Pixel 2, Pixel 2 XL, iPhone X e o recém lançado Huawei Mate 10 Pro. Ambos os equipamentos contam com excelentes câmaras, sendo que os Google Pixel irão certamente perder a nível de ecrã. O iPhone X, implica uma mudança a nível de sistema operativo, o que pode não ser propriamente interessante para os utilizadores.

IMG_7811

No entanto, nenhum deles tem a vantagem de vir com uma Pen para ser usada directamente no telemóvel e facilitar a obtenção de notas, por exemplo.

Durante os próximos dias, irei lançar vários artigos que comprovam como o Samsung Galaxy Note 8 é realmente um excelente equipamento, apesar de algumas contrariedades que apresentei acima. Será que justifica o investimento? Vamos ver.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here