A Sony anunciou a a9 II, a sucessora da sua impressionante mirrorless a9, e desta vez deu um grande salto em frente no conflito com as tradicionais SLR ainda muito favorecidas pelos fotógrafos profissionais de desporto. Para isso, a Sony a9 II manteve o mesmo sensor de 24MP, mais do que suficiente para encher uma capa, mas melhorou praticamente tudo o resto.

Mantendo os mesmos pontos de foco que a a9, novos algoritmos e um novo Bionz X permitem não só foco mais rápido e preciso, mas também uma maior de cadência de disparo de 10fps com o shutter mecânico, e 20fps sem blackout. Um novo sistema anti cintilação também permite uma utilização sob luz artificial mais ágil e menos extenuante.

Entretanto, o sistema IBIS foi melhorado. A Sony diz-nos que o novo sistema de estabilização interno reduz os efeitos de tremores em 1/2 stop, efetivamente colocando a estabilização de 5 eixos nos 5.5 stops. Em conjunto com um novo obturador de baixas vibrações, a Sony aponta para imagens mais nítidas por comparação à a9.

Por fora, a Sony a9 II foi igualmente remodelada e – atrevo-me a dizer – melhorada. Apesar de serem mirrorless e leves as a7 e a9 beneficiariam de um grip maior para utilização contínua e foi precisamente isto que a a9 II acrescentou. Além do grip, outros detalhes saltam à vista, como o joystick maior e um bloqueio acrescentado ao dial de compensação da exposição na ombreira direita. Tudo isto parece-me muito mais útil para uma utilização intensa com gestos intuitivos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para os profissionais com um fluxo de trabalho pesado, a Sony a9 II inclui agora um cabo Ethernet Gigabit com capacidade para transferir dados de 100Mbps a 1Gbps. O foco na capacidade de transferir dados inclui mesmo a transferência para o telemóvel via app Edge, ainda que a câmara esteja desligada.

Finalmente, é de destacar que a Sony a9 II soluciona um problema profundo nas mirrorless que dependem totalmente dos ecrãs e visores eletrónicos: a autonomia. As SLR têm tipicamente mais autonomia e sei perfeitamente o que é ficar sem bateria num mirrorless a meio de um evento. Podemos andar com baterias atrás, mas é questionável se isso não anula o pressuposto da leveza.

Ora, portanto, a Sony a9 II inclui uma porta USB-C que pode ser usada para carregar a câmara enquanto a utilizamos, efetivamente permitindo continuar a fotografar sem trocar bateria, sem problemas quaisquer.

Alpha 9 II será lançada na Europa em Novembro de 2019, com um preço aproximado de 5400 €.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here