Hisense: a marca Chinesa estabeleceu-se já em Portugal no segmento das televisões e tem a ambição de crescer, tendo investido já em diversos centros de produção e desenvolvimento. No segmento dos smartphones, a Hisense sempre pautou por equipamentos baratos, mas o seu design tem vindo a melhorar e a sua aposta em equipamentos de elevada qualidade de construção é particularmente notória na família Hisense Infinity H11, da qual abordamos o seu integrante mais económico, o Hisense Infinity H11 Lite.

 

Características

O Hisense Infinity H11 Lite destaca-se por possuir um ecrã 18:9 de 5.99 polegadas, mostrando que não temos que pagar muito para termos um ecrã moderno. O painel tem ainda assim uma resolução HD+ e embora preferisse resolução FHD+, sem dúvida que a baixa resolução trará grandes benefícios na fluidez da interface e a autonomia da bateria de 3,400mAh. Para viajar nas redes sociais ou multimédia, este ecrã de aspecto alongado será sem dúvida muito interessante.

Ao contrário das versões mais ambiciosas da família, o Hisense Infinity H11 Lite aposta num chip quad-core, especificamente o MediaTek MT6737T, com o T a denotar uma versão mais vitaminada deste chip económico. Aqui, o processador é acompanhado de 2GB de RAM e 16GB de armazenamento interno, o que será excelente para uma utilização quotidiana, embora não permitindo grandes ilusões quanto ao gaming mais exigente.

Ao nosso dispor encontramos ainda uma câmara de 13MP e uma câmara selfie de 8MP, além de um leitor de impressões digitais 360º, significando que pode ser utilizado em qualquer posição.

Design

Antes de abrir a caixa já sentia alguma ansiedade, já que o design me parecia bastante interessante, mas não há imagem que faça realmente justiça ao Hisense Infinity H11 Lite.

O equipamento possui um perfil plano com as margens arredondadas e o ecrã apresenta rebordos muito bem conseguidos para este segmento de mercado. O painel traseiro é em metal com recortes para as antenas, usando-as como apontamento estilístico. O altifalante encontra-se na base direita deste painel, enquanto o leitor de impressões digitais se encontra ao centro numa posição bastante confortável.

No geral, o Infinity H11 Lite é bastante sólido e parece capaz de aguentar algumas quedas, ou não fosse a Hisense perita em equipamentos resistentes. Acima de tudo, o design é muito interessante e elegante, além de possuir boa ergonomia. Infelizmente, com a superfície em metal a ser um entrave, o Hisense não possui NFC, uma pena para quem já aposta em pagamentos contactless.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Na caixa

A Hisense foi particularmente generosa na caixa, fornecendo uma capa protectora em silicone e um protector de ecrã rígido. Seria ideal que a marca o colocasse de fábrica com muito mais chances de sucesso, mas face à pobreza que costumam ser as caixas no segmento dos €200, esta atitude é de louvar.

Entretanto, também um cabo, carregador e auscultadores se encontram na caixa, transformando o Hisense num dispositivo pronto a funcionar, mal o abrimos.

Como será que o Hisense se comportará na utilização quotidiana? Fiquem atentos às nossas páginas para saberem, com a nossa review muito em breve.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here