O Zenfone 3, é a terceira iteração da Asus sobre o modelo Zenfone, facto que certamente toda a gente conseguiu perceber, nem que fosse apenas pelo nome do equipamento. E a Asus tem vindo a lançar os seus equipamentos todos os anos, quase sempre na mesma altura, de tal forma que o primeiro Zenfone foi lançado à cerca de dois anos.

Na verdade, o primeiro Zenfone acabou por ser um problema para a marca, com vários consumidores a queixarem-se de problemas de bateria, falhas na interface etc. Mas desde então, muita coisa mudou, e a prova disso mesmo foi o lançamento do Zenfone 2. Ainda hoje, um ano após o lançamento, o Zenfone 2 continua a ser uma excelente aposta na relação qualidade preço.

Ainda assim, dois anos após o lançamento do primeiro Zenfone, a Asus traz-nos no Zenfone 3, um equipamento que melhora ainda mais o que já havia de interessante no Zenfone 2. Isto prova a humildade da Asus em aprender com os seus erros, transformando o Zenfone 3 num equipamento quase perfeito: um bom smartphone, a um excelente preço.

Para quem quiser comprar um Zenfone 3, deve-se dizer que a escolha não é simples. Isto porque a Asus continua a cometer o erro de ter muitas versões para o mesmo equipamento. Sim, quem procurar por Zenfone 3, irá encontrar seis equipamentos distintos. É verdade que neste lote de equipamentos temos o Zenfone 3 Laser, ou o Zenfone 3 Deluxe, mas no caso do simples Zenfone 3, existem dois modelos diferentes. Nós recebemos para teste a versão ZE520KL, na prática, a versão do Zenfone 3 com 5.2’’ de ecrã. Para quem vá fazer a sua compra online, fique a saber que poderá encontrar o mesmo Zenfone 3 com 5.5’’ de ecrã, na versão ZE552KL – e sim, a diferença está apenas nas 0.3’’ a mais de ecrã.

Design e construção

asus-zenfone-3-frente

Para o Zenfone 3, a Asus aposta claramente num design premium. Vidro traseiro, superfícies lisas, um aro metálico em torno do ecrã e o vidro 2.5D contribuem muito para a classe com que o Zenfone 3 se apresenta.

Mas toda esta classe terá custos para os utilizadores, principalmente os mais desastrados. Se é uma pessoa que tem uma certa apetência para deixar cair as coisas das mãos, o melhor é mesmo esquecer a compra do Zenfone 3. Ainda assim, se fizer muita questão em ter um, então força nisso, mas invista em alguns acessórios de proteção e, pelo sim pelo não, guarde algum dinheiro para a compra do segundo ou terceiro equipamento de substituição. Mas é tão mau assim?

Bom, o Zenfone 3 é um equipamento bem escorregadio. Para além das costas serem em vidro, existem outros factores que levam a que o equipamento deslize facilmente pelas mãos. O primeiro é o vidro 2.5D tanto à frente como atrás que, apesar de dar um aspecto mais clean ao Zenfone, a verdade é que acaba por tirar alguma aderência. Depois, temos as laterais, também elas abauladas e nada amigas de evitar quedas, dado que a sua superfície é extremamente polida.

A solução pode passar pela compra dos acessórios que a Asus disponibiliza, sendo que as capas acabam por dar alguma aderência e também alguma proteção ao Zenfone 3. Outro ponto positivo para as capas, acaba por ser a proteção contra dedadas. É fácil de imaginar que um equipamento coberto de vidro de um lado e de outro, ao fim de alguns minutos de utilização perdeu parte do seu brilho, para dar lugar a inúmeras impressões digitais certo?

Mas antes de colocar a tal capa no Zenfone 3, e até mesmo antes de o encher de dedadas, pare por um momento para olhar para o design deste equipamento. O equipamento é realmente bonito em todos os sentidos, desde as linhas curvas, até à linha metálica, passando depois pelo brilho que o vidro emana. Sim, estamos perante uma situação em que o design é extremamente bonito, mas com problemas funcionais, dado que facilmente nos foge das mãos.

asus-zenfone-3-lateral-boto%cc%83es

Nas laterais, há muito pouco para falar. Elas são realmente limpas e só são interrompidas pelos já habituais botões. Do lado direito, o botão para ligar e desligar o equipamento encontra-se mais abaixo que o de volume. Os botões encontram-se bem localizados facilitando a utilização do equipamento apenas com uma mão. Na lateral esquerda, temos apenas o acesso às slots para os cartões microSD e microSIM.

No topo e em baixo, as laterais são interrompidas para dar passagem ao sinal da antena, um ponto muito comum nos smartphones de hoje em dia. Em cima, podemos encontrar também a saída de som 3.5mm para podermos ligar os nossos fones, assim como o segundo microfone que é usado para cancelamento de ruído. Em baixo, são três os elementos a ter em conta: microfone, entrada USB-Type C e a coluna.

A frente do equipamento conta com o vidro 2.5D, como já tive oportunidade de referir, apresentando um espaço considerável por baixo do ecrã. Este espaço é para albergar os já conhecidos botões capacitivos que a Asus continua a incluir nos seus equipamentos. Por cima do ecrã, temos a coluna, a câmara, os sensores e um LED de notificações.

asus-zenfone-3-traseira-2

Olhando para a parte de trás, também aqui o design não foi esquecido. Para além do vidro, que já foi bem falado, nota-se que a Asus teve a preocupação de incluir os elementos necessários sem perturbar o design do Zenfone 3. A escolha do local para o leitor de impressões digitais na parte traseira do equipamento é bastante inteligente, acabando por copiar um pouco aquilo que a Huawei já faz nos seus equipamentos. A verdade é que atrás – e nesta posição – é mesmo a melhor e mais rápida maneira de desbloquear o nosso smartphone. O aro metálico colocado à volta do leitor de impressões digitais, acaba por dar continuidade ao design irrepreensível da Asus.

Mas o excelente design continua quando olhamos para a câmara. Seguindo o mesmo o que foi feito no leitor de impressões digitais, também aqui há um aro metálico que circunda a câmara, sendo que esta se encontra saliente relativamente ao corpo do smartphone (muito saliente mesmo). Do lado esquerdo da câmara encontram-se os sensores enquanto que do lado direito podemos encontrar o flash LED.

No que diz respeito ao tamanho, este equipamento conta com 5.2’’ de ecrã, o que se reflecte em algo como 146.9 x 74 x 7.7 mm. Não é um smartphone muito grande, mas também não é dos mais pequenos, sendo que para mim está nos limites para uma utilização normal apenas com uma mão. É claro que esta avaliação depende muito de quem está a utilizar o equipamento, dado que varia com o tamanho da mão de cada um de nós. No entanto, para mim, o facto de conseguir chegar a todos os pontos do ecrã usando apenas uma mão, é um ponto importante a ter em consideração as dimensões do equipamento. Ainda assim, o Zenfone 3 peca por ter demasiado espaço em baixo, o que acaba por colocar este ecrã de 5.2’’ nos limites para esta utilização de apenas uma mão.

Software e Interface

Quando peguei no meu Zenfone 2 pela primeira vez, a primeira coisa que fiz foi abrir o menu das aplicações, carregar na tecla menu e escolhi a opção “Desinstalar”. Pois bem, com o Zenfone 3 parece que o problema continua e teremos que recorrer a essa opção para poder desinstalar ou desactivar uma série de aplicações que nunca iremos usar.

asus-zenfone-3-homescreen

No Zenfone 3, parece que a Asus já conseguiu melhorar um pouco mas ainda assim, continua a inclusão de uma série de aplicações desnecessárias, como é o caso da “Amazon Kindle”. Se temos uma loja de aplicações da Google, porque não podemos ser nós a optar por instalar (ou não) essas aplicações?

Depois, existem também todas as aplicações proprietárias da Asus, e aí a lista é enorme. Querem ter uma noção? Fica aqui a lista completa:

  • Assistente de Áudio
  • Asus Mobile Manager
  • Actualização do Sistema
  • Calculadora
  • Câmara
  • Clima
  • Cuidados Zenfone
  • Do It Later
  • Galeria
  • Gestor de Ficheiros
  • Gravador de Som
  • Lanterna
  • Memorando Rápido
  • MiniMovie
  • Pessoas
  • PhotoCollage
  • Rádio FM
  • Régua com Laser
  • Relógio
  • Share Link
  • Splendid
  • Telefone
  • Temas
  • ZenCircle
  • MyAsus Service Center

Muitas destas aplicações podem ser desactivas e quase nunca irão ser necessárias para o comum dos utilizadores.

asus-zenfone-3-apps asus-zenfone-3-apps-1

A nível de interface, a Asus continua a apostar na ZenUI, a sua própria personalização e que tem vindo a aplicar sobre o Android ao longo das várias gerações de Zenfones. Neste Zenfone 3, a ZenUI traz uma série de funcionalidades interessantes, sendo que uma delas é a ZenMotion.

Existem vários atalhos que podemos configurar no nosso Zenfone 3 para facilitar a sua utilização no dia a dia. Abaixo ficam algumas funcionalidades que achei interessantes e úteis:

  • Para quem tem mãos mais pequenas e acha que é complicado usar o Zenfone 3 apenas com uma mão, carregando duas vezes no botão “Home”, é possível converter a interface no “Modo uma mão”.
  • Para tirar screenshots, um toque mais prolongado no botão de mudar de aplicação é suficiente, evitando a combinação de teclas de volume e ligar e desligar.
  • Duplo clique no ecrã para ligar e desligar o ecrã, tal como outras marcas já apresentam.
  • Duplo clique no botão de volume permite aceder directamente à câmara, mesmo que o telemóvel esteja suspenso
  • Gestos passíveis de serem customizados, que permitem acesso rápido a aplicações com o telemóvel suspenso
  • Duplo clique no leitor de impressões digitais para ligar a câmara e toque simples para tirar fotografia.

Depois existem também outras funcionalidades que permitem simplificar a utilização do Zenfone, como é o caso de atender uma chamada apenas pegando no Zenfone 3 e levando-o ao ouvido, ou então a já conhecida funcionalidade de virar o telemóvel ao contrário para que este fique em modo silêncio quando este está a tocar.

Dentro das aplicações instaladas pela Asus, há uma que merece destaque: Asus Mobile Manager. Esta aplicação é realmente boa naquilo que faz, garantindo que o nosso Zenfone 3 vai mantendo-se organizado e limpo à medida que o tempo vai passando. De certo que já teve contacto com aquelas aplicações que acabam por encher o nosso equipamento de notificações e lixo, sendo que o Asus Mobile Manager consegue facilmente controlar isso. Também é possível controlar que aplicações é que arrancam quando ligamos o telemóvel, verificar as aplicações que têm demasiadas permissões ou até mesmo as aplicações que gastam muitos dados móveis. Melhor ainda, é o facto de ser possível controlar isto tudo de uma maneira bastante simples e com uma interface bastante intuitiva.

A aplicação Asus Mobile Manager também tem a conhecida função “speed boost”. Para quem não conhece, consiste em limpar a Ram, acabando por fechar todas as aplicações que se encontram a correr no dispositivo. E sim, isto é exactamente o contrário daquilo que se deve realmente fazer. Mas a verdade seja dita, em vez das pessoas andarem a instalar um qualquer programa vindo da playstore ou outras fontes menos fidedignas, o melhor é mesmo recorrerem à aplicação oferecida pela própria Asus. É que recorrendo a outras aplicações, em 90% dos casos os utilizadores acabam por encher o seu Android com ainda mais lixo.

asus-zenfone-3-asus-mobile-managerasus-zenfone-3-asus-mobile-manager-limpeza

Mas a Asus oferece ainda mais recursos interessantes no seu Zenfone 3. Por exemplo, é possível bloquear o acesso a algumas aplicações, passando a ser necessário o uso de uma senha ou de um padrão de desbloqueio para utilizar as mesmas. Esta funcionalidade é bastante interessante, principalmente quando queremos manter os nossos dados pessoais de algumas aplicações longe dos outros. Ou então, quando queremos simplesmente proteger as nossas aplicações ao mesmo tempo que deixamos uma criança mexer no nosso Zenfone 3.

Personalizar o equipamento a nosso gosto, também é um dos pontos fortes da Asus. Aliás, sempre foi, sendo que a Asus oferece mesmo uma loja de temas, onde podemos encontrar muitos deles gratuitos, outros pagos. Também é possível encontrar uma série de pacotes de ícones, para que a personalização seja ainda maior.

É possível personalizar os ícones de acesso rápido a algumas configurações do nosso Zenfone 3, mas no entanto, existem aqui algumas coisas que a Asus poderia melhorar facilmente, através de uma simples actualização. Na prática, são duas áreas que aparecem na zona de notificações: a primeira, com ícones a verde, é chamada de “ferramentas”; a segunda, com ícones a azul, é chamada de “itens”. O problema na personalização destes ícones, é o facto de sermos obrigados a ter exactamente 4 ferramentas e 8 a 12 itens. Ora, se quisermos ter 13 itens e 3 ferramentas, tal já não é possível.

Desempenho

Mais que usar testes de benchmark que apenas devolvem números, é importante avaliar o real desempenho do Zenfone 3 no dia a dia. E já que estamos na presença de um equipamento que tem Zen no nome, nada melhor do que relaxar e testar alguns jogos, como é o caso do Need For Speed: No Limits.

O jogo corre sem qualquer tipo de problemas, sem se notar qualquer atraso ou qualquer falha. Os gráficos são realmente bons e interessantes. Eu que dou bastante valor aos gráficos, posso dizer que este telemóvel é mais que bom para a maioria dos utilizadores que vão jogar no telemóvel.

asus-zenfone-3-hands-on

E que tal gravar os seus jogos e colocá-los no youtube? Sim, é que a Asus incluiu uma ferramenta interessante no Zenfone 3 chamada Game Genie! Esta permite que se grave o ecrã, que se grave quem está a jogar (usando a câmara da frente) e que se grave o som através do microfone, tudo num único vídeo. Sim, eu consegui ver-me a mim próprio a jogar Need For Speed. Mas o mais interessante é que esta aplicação não é apenas para jogos, sendo possível usar noutro tipo de aplicações.

De notar, no entanto, que se notam algumas falhas quando temos o Game Genie activo. Penso que isto se deve a toda a exigência a nível de hardware, estando a ser feita renderização de gráficos, a câmara sempre a filmar e a gravação de ecrã ao mesmo tempo. Ainda assim, nada de preocupante diga-se.

Câmara

Muito importante hoje em dia. Com as pessoas cada vez mais dependentes das redes sociais e com uma fome cada vez maior de partilhar tudo o que fazem no dia a dia, compreende-se a importância que é dada à câmara na altura de compra de um Smartphone.

asus-zenfone-3-ca%cc%82mara-e-flash

Por isso mesmo, dei uma grande importância ao teste da câmara, de forma a tentar perceber o que tinha realmente nas mãos. Pode-se dizer que fiquei bastante satisfeito com o desempenho da mesma, principalmente se tivermos em conta o preço do dispositivo. O modo automático permite tirar fotografias bastante boas, bastando pegar no telemóvel, apontar e tirar a fotografia. No entanto, com o modo de focagem manual, configuração de exposição e do tempo de abertura de lente, é possível melhorar ainda mais as fotografias.

Uma coisa que é importante nos dias de hoje, para capturar aquele momento, é a rapidez com que conseguimos tirar uma fotografia. E nisso o Asus Zenfone 3 não consegue desiludir, sendo que a focagem é extremamente rápida e rapidamente temos uma fotografia tirada. Mesmo assim, de forma a que consigamos escolher qual a melhor fotografia, a Asus permite-nos tirar 15 fotografias seguidas e depois escolher qual a melhor, bastando para isso ficar a carregar no botão de tirar fotografia (função que já vem presente em quase todas as aplicações de fotografia para Android).

asus-zenfone-3-lateral

À noite as coisas complicam-se um pouco. As fotografias perdem um pouco de qualidade, com as imagens a aparecerem granuladas. Então se houver necessidade de fazer um pouco de zoom na imagem para ver algo com maior pormenor, é certo e sabido que irá ver todo esse granular na imagem. No entanto, quando se tiram as fotografias durante o dia, esse problema já não se verifica, e as imagens ficam realmente boas.

Para os adeptos de vídeo, fiquem a saber que podem gravar com qualidade 4K, sendo que não notei qualquer tipo de problema a nível de aquecimento grave, tal como acontecia nos equipamentos da Sony, por exemplo.

Conclusão

No geral, o Zenfone 3 é um excelente equipamento. Apesar de ainda ficar longe de poder ser considerado o telemóvel do ano, o Zenfone 3 apresenta-se como uma excelente solução para quem procura um Smartphone.

A qualidade de som, alguns aspectos do design e a quantidade de aplicações que vêm instaladas de raíz no Zenfone 3 acabam por ser os pontos negativos deste Asus. No entanto, é inegável que este equipamento tem uma excelente câmara e um excelente ecrã (principalmente o brilho), sendo que aliado ao facto de ter um hardware equilibrado que o tornam um equipamento rápido e suave de utilizar. O melhor mesmo, é o preço do Zenfone 3, que pode ser adquirido por preços entre os 350€ e os 400€.

Este é um equipamento que tenho definitivamente recomendo a quem procure agora um telemóvel, já que é uma excelente solução mantendo bastante bem o equilíbrio qualidade preço.

Algo que não temos possibilidade de testar é a longevidade do equipamento, no seu uso diário. Ainda assim, dos testes que tivemos oportunidade de fazer durante cerca de duas semanas de uso intensivo, o Zenfone 3 parece ter capacidade de continuar a ser um excelente equipamento.

O que posso dizer no final, é que fui agradavelmente surpreendido por este novo lançamento da Asus, principalmente pelas decisões tomadas na evolução do Zenfone 2 para o Zenfone 3.

REVIEW GERAL
Bateria
9
Desempenho
9
Chamadas e Som
8
Qualidade de Ecrã
9
Câmara
8
Software
6
Design
7
Qualidade vs Preço
9
COMPARTILHAR
Editor, responsável pelas reviews a equipamentos e também por algumas notícias que poderás encontrar pelo TekGenius.

2 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia. O aparelho tem dois chips mas não tem dois incones para cada Cartão sim. É possível instalar outro ícone para que os cartões fiquem independentes, tanto para chamadas como mensagens?

  2. Bom dia. O aparelho tem dois chips mas não tem dois incones para cada Cartão sim. É possível instalar outro ícone para que os cartões fiquem independentes, tanto para chamadas como mensagens

DEIXE UMA RESPOSTA