A Fujifilm continua a considerar que não lhe faz sentido entrar no mercado das full frame, uma corrida que parece estar ao rubro nas mirrorless com as entradas recentes da Canon, Nikon e Panasonic. O médio-formato é outra questão completamente diferente, e a Fujifilm acaba de anunciar a GFX 50R, essencialmente uma versão rangefinder da GFX 50S.

Isso significa que as duas câmaras são virtualmente idênticas por dentro, se bem que o corpo externo difira notavelmente. Encontraremos por isso a bordo o sensor de 51.4MP da 50S, juntamente com o mesmo LCD de 3.2 polegadas com 2,360,000 pontos, e inclusivamente a mesma bateria. Mas existe uma concessão menor que decorre certamente do tamanho mais compacto da 50R: o LCD é posicionável apenas ao longo do eixo vertical, abdicando da maior maleabilidade dos movimentos sobre três eixos da GFX 50S. O EVF apresenta entretanto 3,690,000 pontos e tem uma ampliação de 0.77 com 100% de cobertura.

Para a Fujifilm, o estilo rangefinder permite ao fotógrafo mais facilmente controlar a cena com um olho, enquanto utiliza o outro na ocular que se encontra bem encostada ao canto esquerdo. Isto é, se não tiverem o azar do vosso olho dominante ser o esquerdo, como é o meu caso, convertendo uma rangefinder deste género em apenas uma boa razão para ter o nariz encostado ao LCD.

Não obstante, apesar do seu tamanho mais compacto, a construção em liga de magnésio mantém a robustez da GFX 50S e inclui protecção contra entrada de água e poeira em 64 pontos, com operacionalidade em temperaturas até -10ºC.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em termos de performance, a GFX 50R mantém os números da 50R, com uma obturação máxima de 1/16000 com o obturador electrónico e 360 segundos de exposição máxima. A câmara tem uma cadência máxima de 3fps e a sincronização com o flash é feita a 1/125.

Podemos certamente capturar vídeo com a médio-formato da Fujifilm, embora fazê-lo seja fundamentalmente um sacrilégio e por isso continuaremos sem vídeo 4K, mas a câmara apresenta algo que a 50S não tem e isso é a conectividade bluetooth para um emparelhamento mais ágil com acessórios.

Sem surpresas, a Fujifilm demonstrará a GFX 50R na Photokina que se realiza até ao próximo dia 29 de Setembro em Berlim. A sua chegada ao mercado irá dar-se mais tarde, em Novembro, por um preço muito apetecível de aproximadamente €4000, ainda sujeito a confirmação.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here