Antes de vermos o lançamento dos Pixel 7 lá mais para o Outono, ontem iniciou-se a Google I/O com a revelação de um novo integrante da família Pixel 6, com o Pixel 6a, por um lado o mais barato, por outro lado contendo o mesmo processador Tensor produzido a especificações da Google.

Mantém igualmente o design transversal da família, se bem que com características mais contidas e, felizmente para alguns, medidas mais compactas. Tem, afinal, um ecrã FHD+ OLED de 6.1 polegadas. O ecrã está protegido por Gorilla Glass 3 e tem taxa de atualização de apenas 60Hz. Entretanto, de nota que o painel traseiro é de plástico, consistente com este segmento.

Onde o Pixel 6a se destacará é definitivamente no Tensor, o mesmo processador que se encontra nos restantes Pixel 6 e que lhe deverá dar um coice acima do seu preço acompanhado de RAM LPDDR5 (6GB) e 128GB de memórias UFS 3.1. É igualmente um equipamento seguro, com o chip de segurança Titan M2. A bateria disponível é de 4410mAh com carregamento de 18W via USB-PD.

Ao chegarmos às câmaras, o Pixel 6a não nos atira com números alucinantes de câmaras ou resolução. Há apenas uma câmara principal de 12.2MP e uma ultragrande angular de 12MP, enquanto a câmara frontal é de 8MP. Como usual, a Google apostará tudo no seu já renomado tratamento de imagem com um avançado ISP e algoritmos.

É um smartphone interessante, claro, mas previsivelmente estará disponível aqui ao lado na Espanha, mas não em Portugal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here