Se o objetivo de qualquer topo de gama é superar o seu antecessor, então podemos dizer que a Huawei tem a sua missão cumprida com os novos Huawei P40 e P40 Pro. Os dois dispositivos são tudo o que os P30 eram, e ainda muito mais, apresentando melhores câmaras, processador e mesmo melhor autonomia.

 

Huawei P40 Pro

Comecemos pelo mais impressionante do par, o Huawei P40 Pro. Este ano, a Huawei introduz um ecrã impressionante com curvatura nos quatro quadrantes, chamado de “Overflow Display”, e que permite uma visão frontal praticamente sem qualquer rebordo, algo realmente sem precedentes.

Notarão que este painel OLED de 6.58 polegadas e resolução 1200 x 2460 inclui um leitor biométrico 30% maior que o do P30, o que permite desbloqueio mais rápido e com menos esforço. Os mais atentos notarão que desta vez não há um notch. Em vez disso, o P40 Pro tem uma perfuração alongada que conjuga uma câmara frontal de 32MP, um sensor ambiente e de proximidade, e uma câmara de infravermelhos capaz de detetar profundidade e ler gestos, que está lá para reconhecimento facial mais seguro. Este módulo é francamente impressionante pelas suas dimensões, sendo generoso, mas claramente mais compacto que o notch tradicional.

Mas, vamos falar do tema principal da parceria Leica/Huawei: o impressionante alinhamento de câmaras. A Huawei não brinca em serviço, e a face traseira com um interessante acabamento mate é dominado por este módulo fotográfico enorme, com quatrp câmaras e um flash.

A câmara principal é um tremendo sensor de 1/1.28 polegadas e resolução de 50MP, com o já conhecido filtro RYYB da Huawei que tem a reputação de obter fotografias de qualidade superior em condições de luminosidade adversa. Além da estabilização óptica de imagem, o sensor inclui algo chamado de Octa Phase Detection, fundamentalmente indicando que todos os pixéis são utilizados para aquisição de foco.

A segunda câmara não é menos impressionante, tratando-se de uma câmara ultragrande angular de 40MP e distância focal de 18mm. Temos depois uma unidade periscópica de 12MP com distância focal de 125mm e estabilização óptica de imagem.

Finalmente, uma câmara ToF está disponível para aquisição de dados de profundidade.

Os predicados destas câmaras são impressionantes, incluindo ISO até 52000, vídeo 4K a 60fps e mesmo vídeos em câmara lenta a 7680fps.

O processamento fica a cargo do já conhecido e consagrado Kirin 990 5G, com 8GB de RAM e 256GB de armazenamento interno. Uma bateria de 4200 oferece autonomia ampliada graças a carregamento com fios de 40W e carregamento sem fios a 27W. Todo este hardware está protegido por uma certificação IP68 que protegerá o nosso querido investimento contra poeira e água.

 

Huawei P40

O Huawei P40 não é menos capaz, mas é certamente a versão mais compacta, o que agradará a muitos, principalmente porque o seu ecrã de 6.1 polegadas é também plano, uma preferência de alguns utilizadores. A maior diferença face ao P40 Pro é que nos ficamos por uma taxa de atualização de 60Hz, enquanto o Pro oferece 90Hz, e perde igualmente a câmara IR para autenticação facial.

Assistimos igualmente a algumas diferenças no departamento fotográfico, mantendo-se a câmara Ultra Vision de 50MP, mas o zoom é mais curto, com uma distância focal de 80mm, e perdemos a Cine Wide de 40MP em prol de uma câmara de 16MP.

Outra diferença é que se mantemos o Kirin 990 5G, perdemos o sistema avançado de refrigeração com grafeno do Pro, e o armazenamento interno é de 128GB.

Neste corpo compacto, o carregamento faz-se estritamente por fios a 22.5W para voltar a atestar a bateria de 3800mAh.

Preço e disponibilidade

O Huawei P40 e o P40 Pro estarão disponíveis em Abril por €829.99 e €1049.99, respetivamente.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here