Este ano, os processadores mobile na gama alta apostarão na litografia de 5nm. Mas, a MediaTek, sempre focada em oferecer uma melhor relação custo-benefício anunciou agora dois sucessores para os seus bem recebidos Dimensity 1000 e Dimensity 1000+ que serão fabricados numa litografia intermédia de 6nm. Podendo com isso oferecer uma performance significativamente superior aos Dimensity 1000 de 7nm, mas ainda assim sendo mais baratos do que concorrentes de 5nm, os novos Dimensity 1100 e 1200 são dois chips muito interessantes.

Os dois chips destacam-se igualmente por serem os primeiros MediaTek a utilizar o novo núcleo Cortex-A78 que oferece significativos ganhos de performance por comparação ao A77, mas, de resto, são processadores relativamente diferentes.

O Dimensity 1100 é o mais “modesto” dos dois, utilizando quatro Cortex-A78 a 2.6GHz emparelhados com outros quatro Cortex A55 a 2.0GHz. Este parece ser um chip focado em alguma eficiência energética, já que os novos A78 são mais performantes que o A77, mas ao manter os 2.6GHz do seu antecessor e melhorar a litografia, o que a MediaTek está a fazer é efetivamente a aumentar a performance por cada ampere gasto.

É algo diferente com o Dimensity 1200. A novidade deste é que passamos a ter um tri-cluster, onde três Cortex-A78 continuam a 2.6GHz, mas um quarto núcleo recebe um coice adicional com 3.0GHz. Este núcleo mais potente estará lá para performance de pico em jogos e outras tarefas.

Embora ambos reutilizem a Mali-G77, existem melhorias importantes com aceleração por hardware para o AV1 e – surpreendentemente – suporte para raytracing. Via software, apenas, claro, mas ainda assim, já é algo.

O Dimensity 1200 pode usar ecrãs a 168Hz, enquanto o 1100 suporta ecrãs até 144Hz. Um novo ISP de 5 núcleos permite ao Dimensity 1200 usar câmaras até 200MP, enquanto o Dimensity 1100 suporta até 108MP. Ambos incluem um novo modo noturno para panoramas e as melhorias no ISP tornam-nos mais rápidos no processamento de imagens noturnas.

Os Dimensity 1100 e 1200 deverão concorrer diretamente com o novo Snapdragon 870 com o qual têm pelo menos uma vantagem em termos de litografia, enquanto o 1200 deverá ter inclusivamente uma vantagem em termos de performance. Várias marcas, incluindo Oppo, Xiaomi, Realme, etc., deverão lançar equipamentos com este chip.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here