A Nokia continua muito forte quanto ao seu compromisso com actualizações prolongadas aos seus dispositivos e os clientes certamente apreciam poderem contar com esse suporte após a venda. O foco dos novos Nokia X10 e X20 não se fica só aqui, eles têm também um compromisso com conectividade 5G a preços acessíveis e por isso ambos chegam com preços a começar nos €310.

E poderão dizer que €310 é um preço muito elevado para um equipamento com Snapdragon 480, sendo que estarão muito provavelmente certos. Este preço poderia levar um desbaste de alguns Euros, mas arrisco-me a dizer que o problema aqui não é da Nokia: há falta de chips e os preços são o que são para os smartphones 5G.

Um ponto muito importante nos Nokia X10 e X20 é que a Nokia quis focar-se na sustentabilidade e, por isso, inclui na embalagem uma capa protetora biodegradável que pode ser usada em compostagem. Um dia, quando estiver gasta, em vez de prejudicar o ambiente, pode ser facilmente degradável.

Enquanto os dois smartphones são muito parecidos entre si, fora o processador octa-core e o mesmo ecrã de 6.67″ FHD, os dois smartphones apresentam muitas diferenças. O Nokia X20 apresenta configurações de 6 ou 8GB de RAM e 128GB de armazenamento. Depois, uma câmara de 32MP no ecrã surpreende pela positiva, e atrás contamos também com uma unidade de 64MP com branding da Zeiss, uma ultragrande angular de 5MP, uma macro de 2MP e um sensor de profundidade de igual resolução encerram um departamento fotográfico muito simpático.

Por comparação, o Nokia X10 tem configurações de memória diferentes, começando nos 4/64GB e ficando limitado a 6/128GB. Entretanto, nas câmaras há um downgrade à frente com a câmara selfie a ser de 8MP, e também atrás, onde a câmara de 64MP é substituída por uma de 48MP. Não é nada mau, mas por €40 podemos se calhar esticar-nos um pouco mais para o X20, principalmente as redes sociais forem mais importantes para nós.

Voltando aos pontos em comum, temos em qualquer um dos casos uma bateria de 4470mAh com carregamento de 18W com um twist – deve ser a sustentabilidade: só o X20 incluirá um carregador e apenas em alguns mercados. Menos grave do que num smartphone de €1000, e é um carregador perfeitamente banal, mas pode não cair bem a todos.

De resto, incluem ainda leitor biométrico na lateral, jack de áudio e Android 11. A Nokia poderá afastar-se do Android One, assinalando uma segunda morte para esta iniciativa, mas para já a marca compromete-se com três anos de atualizações.

Quanto aos preços, o Nokia X20 começa nos €350 e chega em Maio, enquanto o X10 chega em Junho por €310.

Se estiveram comigo até ao fim, sim o preço é algo elevado, mas considerem isto: têm longevidade garantida através de atualizações, o que também custa dinheiro à marca e o preço está na verdade alinhado com o de concorrentes como o Oppo A93, sobre o qual tem mesmo algumas vantagens no papel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here