Em boa medida, uma boa parte dos problemas causados a unidades de review do Galaxy Fold foi resultado de gralhas dos jornalistas, mas as análises técnicas ao dispositivo inovador da Samsung pintam agora a imagem de um equipamento frágil e propenso a danos desproporcionados ao manuseamento.

O site iFixit desmontou um Galaxy Fold e percebeu que, embora a Samsung tenha dedicado um enorme esforço ao funcionamento da dobradiça, esta encontra-se fundamentalmente desprotegida e é vulnerável a contacto com o OLED, e à acumulação de detritos que irão fragilizar o ecrã.

Porquanto não pareça ter sido um problema para os engenheiros da Samsung, as imposições de um desenho foldable levaram a Samsung a deixar o ecrã separado da moldura em pontos cruciais, nomeadamente na dobradiça, abrindo o acesso ao interior por parte de partículas e líquidos. Uma vez estes detritos no interior, podem pressionar contra o ecrã flexível e criar relevos desagradáveis, ou simplesmente danificar o painel OLED.

No cerne da questão está que os painéis OLED flexíveis estão ainda na infância, e a protecção de um polímero pode ser simplesmente insuficiente. Ao contrário dos LCD que avariam pixel a pixel, os OLED falham em áreas inteiras, um problema se considerarmos que ao abrir e fechar o smartphone, existirá a tendência para apoiar os dedos no painel, potenciando danos.

A Samsung foi bastante longe na protecção dos componentes internos, colocando selos em torno dos conectores, já que o smartphone não impedirá a entrada de humidade, mas o problema é mesmo o OLED flexível.

Mas este é um ponto vulnerável em todos os smartphones foldable que irão ser lançados este ano. Com o Fold adiado indefinidamente até à Samsung resolver as suas fragilidades, as suas concorrentes também terão que prestar muitas atenções aos seus dispositivos. A rival Huawei,  por exemplo, optou por deixar do lado de fora o ecrã no seu Mate X. A fragilidade do ecrã do Galaxy Fold não abona a favor da decisão da Huawei, mas quiçá a marca Chinesa tenha conseguido resolver esse problema?

Para já, o único facto claro é que o Samsung Galaxy Fold não parece estar totalmente pronto para chegar ao mercado, não sem um sério risco de complicações que a Samsung não se pode dar ao luxo de ter.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here