A proteção dos dados dos utilizadores é uma preocupação que todas as marcas devem ter. Com um forte compromisso na segurança e proteção dos dados pessoais dos seus utilizadores, a Xiaomi promoveu várias formações nesse sentido para os seus colaboradores no Parque Tecnológico Xiaomi em Pequim, China.

Do comunicado de imprensa:

A Xiaomi, líder mundial em equipamentos eletrónicos de consumo e de fabrico inteligente, comprometeu-se, novamente, a proteger os dados dos seus clientes durante o Mês de Sensibilização para a Segurança e Privacidade, uma iniciativa anual dinamizada pela Xiaomi, que termina hoje.

Durante este mês realizaram-se diversos eventos de formação para os funcionários e seminários de peritos no Parque Tecnológico Xiaomi em Pequim, na China, e no Centro de Operações Tecnológicas da Xiaomi, em Singapura.

Este foi o terceiro ano consecutivo em que a empresa realizou ações de formação especiais, tanto para a equipa de IT como para colaboradores de outras áreas, liderou discussões com responsáveis do setor e da indústria, peritos em segurança informática e ainda com o próprio público, sobre a importância da segurança dos dados e da proteção da privacidade dos utilizadores.

Além destas ações foram divulgados pela Xiaomi vários artigos com informação atualizada sobre segurança e privacidade, juntamente com o seu relatório anual de transparência, onde estão detalhadas todas as atividades de segurança de dados que a empresa leva a cabo.

O objetivo dos eventos desenvolvidos ao longo deste mês passou por reforçar as práticas de segurança e proteção da privacidade dos utilizadores, além de criar maior confiança nos produtos da Xiaomi através da transparência e responsabilidade.

A Xiaomi construiu uma estrutura de governação abrangente para a segurança dos dados e a privacidade dos utilizadores. Este trabalho envolve a cooperação entre peritos em cibersegurança, engenheiros de sistemas operativos para smartphones, advogados e peritos em ‘compliance’. A supervisão destes especialistas é feita por um Comité de Segurança e Privacidade liderado por executivos seniores. 

Cui Baoqiu, Vice-Presidente da Xiaomi e Presidente do Comité de Segurança e Privacidade da Xiaomi, considera a segurança dos dados e a proteção da privacidade dos utilizadores um elemento essencial para o desenvolvimento sustentável e, a longo prazo, dos negócios globais da empresa. “A segurança e privacidade dos nossos utilizadores é a nossa principal prioridade”, afirmou. “Os nossos clientes preocupam-se com esta questão mais do que com qualquer outra. A Xiaomi está empenhada em oferecer smartphones Android e produtos IoT seguros e fiáveis”.

Já Eugene Liderman, Diretor de Estratégia de Segurança do Android da Google, destacou a contribuição da Xiaomi para o sistema Android. “Um dos maiores pontos fortes do Android é o ecossistema diversificado de parceiros. A Xiaomi é um grande exemplo disto e é ótimo ver o seu investimento contínuo em cibersegurança em todo o seu catálogo de produtos”, acrescentou.

O Professor Liu Yang, da Escola de Informática e Engenharia da Universidade Tecnológica de Nanyang, referiu: “À medida que o desafio da segurança se está a tornar o foco de muitas discussões na área da tecnologia, os stakeholders da indústria atribuem maior importância à urgência de gerir as vulnerabilidades no hardware, software e mesmo no enorme espaço de código aberto. A Xiaomi tem feito um esforço notável para abordar a questão, garantindo a salvaguarda dos utilizadores dando-lhes conhecimentos tecnológicos e explorando continuamente novos métodos para uma melhor proteção dos dados”.

Com a maior plataforma de IoT de consumo do mundo, a marca está constantemente a trabalhar para melhorar a segurança e a proteção da privacidade da IoT. A 5.ª cimeira anual de segurança da IoT organizada pela Xiaomi decorreu nos dias 29 e 30 de junho em Pequim. O evento contou com a presença de diretores e peritos da indústria que discutiram uma vasta gama de questões, desde as estruturas de governação da segurança de dados e transferências de dados transfronteiriças, até à segurança de veículos elétricos ligados à Internet e soluções para as ameaças à segurança da cadeia de fornecimento de software.

Durante esta cimeira, a Xiaomi anunciou que a sua Electric Scooter 4 Pro obteve a certificação IoT Security Rating Gold da Underwriter Laboratories Inc, um instituto internacional de investigação de segurança com sede nos Estados Unidos da América. Esta designação fez da Electric Scooter 4 Pro a trotinete elétrica com a classificação de segurança mais elevada do mundo. Este certificado também garante que o desenvolvimento de produtos IoT da Xiaomi está de acordo com as normas internacionais a nível de segurança.

A Xiaomi criou o seu Comité de Segurança e Privacidade em 2014. Em 2016, tornou-se a primeira empresa chinesa a receber a certificação da TrustArc. A Xiaomi adotou o Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) da avaliação de conformidade da União Europeia em 2018 e, em 2019, as práticas de segurança e privacidade de Xiaomi foram certificadas pela ISO/IEC 27001, ISO/IEC 27018. No ano passado, a Xiaomi publicou o seu primeiro relatório de transparência, tornando-a a primeira marca de smartphones Android a fazê-lo e, este ano, obteve o certificado de registo do NIST CSF (National Institute of Standards and Technology, Cybersecurity Framework), reforçando ainda mais as suas capacidades de proteção de segurança de dados.

Para aceder aos ‘white papers’ e relatórios acima mencionados, por favor utilize o Xiaomi Trust Center.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here