A Asus renovou a aposta na sua bem querida família de equipamentos destinados aos criativos e artistas ProArt. A família inclui portáteis e desktops, além de uma linha completa de acessórios com soluções muito interessantes. onde o dial encontra o seu caminho para mais equipamentos, afirmando-se como uma solução impressionante para agilizar trabalhos de edição.

O destaque irá, sem dúvida, para os novos Asus ProArt Studiobook 16 OLED e ProArt Studiobook Pro 16 OLED, equipamentos de hardware impressionante com ecrãs OLED para favorecerem uma visualização detalhada e de cores exatas.

Asus ProArt Studiobook 16 OLED e ProArt Studiobook Pro 16 OLED: portáteis para criativos por excelência

Muitos criadores de conteúdos sobrevivem com computadores relativamente limitados. Na sua esmagadora maioria, os portáteis para este público são apenas extremamente potente, sem ferramentas específicas para os seus talentos e fluxos de trabalho. Os ProArt Studiobook 16 OLED mudam isso tudo e percebe-se que a Asus quis criar equipamentos que são mais do que potentes: são cuidadosamente pensados para agilizar todo o fluxo de trabalho de um fotógrafo ou editor de vídeo, mesmo um artista digital.

Por isso mesmo, apesar de serem equipamentos compactos, a primeira coisa que notamos é que possuem uma quantidade impressionante de portas, nomeadamente 2 portas USB-C, incluindo uma com Thunderbolt 4, duas portas USB-A 3.2 Gen 2, uma porta Ethernet RJ45, porta HDMI 2.1, leitor SD compatível com SD Express 7.0 e ainda um jack de áudio. Com estas portas, os Studiobook podem conectar-se facilmente a periféricos, fazer streaming de vídeo a 8K ou 10K e transferir dados às maiores velocidades possíveis atualmente.

Mas, para a Asus em 2021, liberdade de escolha é importante e, tal como nos Vivobook, os ProArt Studiobook permitem optar por processadores AMD ou Intel. No caso dos Studiobook 16 OLED poderemos optar por AMD Ryzen 5000 ou um Intel Core i9 na configuração máxima, enquanto o Studiobook Pro oferece a possibilidade de processadores Xeon, podendo a RAM chegar a 64GB de RAM DDR4 3200MHz. Potência de sobra também nas gráficas, com os Studiobook 16 a permitirem-nos optar por NVIDIA GeForce RTX 3060 ou 3070, enquanto no Studiobook Pro temos ao nosso dispor gráficas Quadro A2000 e A5000. De nota aqui que, em vez das drivers GeForce, os ProArt Studiobook terão as drivers NVIDIA Studio, preparadas para melhor compatibilidade com software de edição de imagem, vídeo e CAD.

Se dúvidas houvesse quanto à vocação dos ProArt Studiobook para engenharia e modelos, a certificação ISV para Adobe, Autodesk, PTC e Dassault Systèmes está lá para garantir que estes portáteis estarão à altura da tarefa.

De que valeria todo este hardware sem um bom ecrã? É certo que a Asus lançou igualmente monitores ProArt, mas os Studiobook não se deixam ficar para trás com ecrãs 16:10 4K com calibração de fábrica para Delta E <2, 100% do espaço de cor DCI-P3, certificações Pantone e Calman, além de VESA DisplayHDR.

Em qualquer um dos dois portáteis, a ferramenta mais cool é definitivamente o Asus Dial, um disco que nos permite controlar de modo muito mais intuitivo um conjunto de ações na edição de vídeo ou imagem, seja intensidade de filtros, navegação, ou outras ferramentas disponíveis nas suites Adobe, incluindo Photoshop, Premiere Pro, Lightroom ou After Effects. É um naco de hardware extremamente interessante, que procura por um lado oferecer uma interação mais refinada com estas ferramentas, melhorando a produtividade por podermos facilmente usar o rato com uma mão e o Dial com a outra, mas que também não estorva quando usamos o portátil de uma forma que não requer o Dial, já que este se encontra minimamente elevado, ao se integrar num declive no apoio de mãos.

Logo ao seu lado encontramos ainda o trackpad que esconde mais alguns truques para profissionais, nomeadamente o facto de ser compatível com uma caneta ativa com 1024 pontos de pressão, permitindo desenhar diretamente no painel. Abaixo deste, três botões físicos bastante distintos, com o central a permitir aceder a determinados recursos em software 3D.

Os preços são consistentes com a promessa destes portáteis, com o Asus ProArt Studiobook 16 OLED a começar nos €2599, e o ProArt Studiobook Pro 16 a começar nos €3299.

Todavia, a Asus tem no ProArt um completo ecossistema, portanto vejamos que mais foi revelado:

ProArt Station PD5

O ASUS ProArt Station PD5 é um bonito, poderoso e moderno computador de mesa para ter em casa ou no escritório e foi pensado para elevar cada criação. Com um processador Intel Core i9 de 11ª geração de alto desempenho e placa gráfica NVIDIA GeForce RTX™ 3070 ou A2000, aprimora a edição de áudio e vídeo, e tarefas em 3D. Inclui funcionalidades de design intuitivas, incluindo indicadores LED ASUS Lumiwiz™, uma baía para o disco de encaixe fácil e ainda um protetor para o botão de ligar/desligar para evitar toques acidentais, garantindo fluxos de trabalho suaves e uma produtividade superior.

Monitor ProArt OLED PA32DC

O ProArt OLED PA32DC é o primeiro monitor OLED do mundo com um calibrador para calibrar automaticamente. Tem um painel OLED Stripe RGB puro de 4K (3840×2160) HDR de 31,5 polegadas, que oferece uma relação de contraste de 1.000.000:1 e VESA DisplayHDR™ 400 True Black. A sua tecnologia  OLED do painel oferece uma resposta nativa de 0,1 ms e uma precisão de cor excecional DCI-P3 de 99% e a gama de cores Adobe RGB, bem como profundidade de cores real de 10 bits, e suporta vários formatos HDR. O calibrador tem um processo simples de calibração de cores, usando o software ProArt 2.0 e conjuga na perfeição com outros softwares, como o Calman e o Light Illusion ColourSpace CMS. Cada monitor traz pré-calibração da fábrica em cores HDR e SDR e, para trabalhos em que a cor é fundamental, o monitor pode enviar notificações aos utilizadores para lembrar sobre a recalibração. Os clips permitem organizar e armazenar facilmente os cabos, e cada PA32DC é fornecido com uma capa de monitor para minimizar o brilho.

O ProArt Display OLED PA32DC foi feito para oferecer o melhor a uma ampla gama de criadores de conteúdo. Para estúdios profissionais, o PA32DC pode ser ajustado para o modo de referência tradicional. Realça os cenários onset exibindo todos os tipos de formatos — SDR a HDR — num monitor, e uma alça de metal permite que o monitor seja facilmente transportado e alterado para diferentes posições. Quando usado como um monitor diário, pode ser montado com uma configuração mais ergonómica.

ProArt X570-Creator WiFi

Esta é uma motherboard para gerir cargas de trabalho “multi-threaded”, como modelagem 3D, renderização, texturização, pós-produção e descodificação. A placa emprega 14+2 “power stages” e um design de arrefecimento passivo completo, que inclui dissipadores de calor nas VRM para manter as temperaturas baixas durante tarefas pesadas, bem como um PCH que reduz ainda mais o ruído. Vem também com uma gama abrangente de ligações de conectividade poderosas, incluindo Thunderbolt 4, Ethernet 10G e 2,5G, WiFi 6E, cinco portas USB 3.2 Gen 2 e três slots PCIe 4.0 M.2 — permitindo transferências de dados rápidas e muitas opções de armazenamento. Além disso, para estúdios de design e outras empresas de criatividade, tem uma função avançada de porta USB do ASUS Control Center Express que evita a perda de informação importante.

Projetor ProArt A1

Para uma alta precisão de cores, o projetor ProArt A1 é a escolha perfeita – é o primeiro projetor profissional Calman Verified do mundo e é pré-calibrado da fábrica para Delta E <2 para precisão de cores excecionais, tornando-o ideal para estúdios de arte, galerias ou museus. Tem uma fonte de luz LED de 3.000-lúmen com tempo de vida de 30 000 horas e possui 98% sRGB e Rec. Ampla gama de 709 cores para imagens FHD excecionais. Para realçar ainda mais as imagens, também fornece correção de keystone em quatro cantos e 2D e uma relação de zoom de 1,2X para grandes projeções em espaços fechados. Em termos de compatibilidade, oferece streaming wireless com dispositivos iOS, Android e Windows 10. Além disso, o ASUS ProArt Preset e o ProArt Palette permitem um acesso rápido às definições programadas e aos parâmetros de cor. Já está disponível para compra.

Rato ProArt MD300 e Tapete de rato ProArt PS201

O rato ProArt MD300 é o primeiro rato ASUS com suporte para ASUS Dial, para ajustes de configuração rápidos e precisos. Tem uma roda de scroll lateral e vários botões, incluindo um grande botão central independente, com switches para gaming. Os interruptores têm o tempo de vida de 50 milhões de cliques, e os dos botões esquerdo e direito podem ser substituídos após esse tempo de vida. Também permite rastreamento rápido e preciso em todas as superfícies com um sensor a laser que rastreia até 4200 dpis e com um polling rate de até 1000 Hz.

O tapete de rato ProArt PS201 tem dois ímanes nos lados superior direito e esquerdo do tapete para segurar auscultadores, ferramentas metálicas ou mesmo uma caneta, e sua superfície feita com ASUS AntiBacterial Guard é durável e fácil de limpar. Uma base de silicone adapta-se à maioria das superfícies para segurar o tapete e também funciona como um cartão cinzento para calibrar os brancos e a exposição das câmaras.

Monitor ProArt PA147CDV

O monitor portátil ProArt PA147CDV de 32:9, Calman Verified, aumenta a produtividade, emparelhando-se com um portátil para expandir o espaço de ecrã. O ASUS Dial e o Painel de Controlo Virtual no monitor facilitam o trabalho criativo com controlos e atalhos para ajustar e agilizar os fluxos de trabalho em software compatível com Adobe. O monitor também vem com 100% sRGB e Rec. gama de 709 de cores e é pré-calibrado na fábrica de modo a fornecer precisão de cores Delta E < 2. Para o conveniente input com a ponta do dedo e a caneta Stylus, um painel de toque de 10 pontos suporta a tecnologia Microsoft Pen Protocol 2.0 (MPP). Na conectividade, duas portas USB-C fornecem entrada de áudio, vídeo e carregador num único cabo, juntamente com uma porta HDMI para ligar as várias fontes de entrada. O PA147CDV tem um suporte mecânico com patente pendente que o sustenta para dar ângulos de visão e posições confortáveis em qualquer lugar.


[i] Baseado nos portáteis atualmente disponíveis em setembro de 2021, tendo um controlo giratório físico integrado que funciona em conjunto com o touchpad de 3 botões e o touchpad habilitado para caneta para fornecer controlo criativo total.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here