Não temos muitas oportunidades de dar notícias interessantes sobre a HTC, e por isso estamos particularmente excitados com a possibilidade do regresso do nome Wildfire ao alinhamento da HTC, após 8 anos de ausência. E não com um dispositivo, mas quatro.

Ontem chegaram as primeiras indicações de um novo HTC Wildfire que se pode considerar um compacto, graças a um ecrã de 5.45 polegadas e resolução HD+ num ecrã 18:9. Este dispositivo deverá ser o HTC Wildfire E, e apresentar-se-á como o mais modesto de todos. O processador será, ainda assim, relativamente interessante, nomeadamente um UniSoc octa-core, acompanhado de 2GB de RAM e 32GB de armazenamento interno. Pensa-se ainda que irá dispor de uma câmara principal de 13MP, acompanhada de uma câmara secundária de 2MP e de uma câmara selfie de 5MP além de uma bateria de 3000mAh.

Se a oferta parece interessante, será acompanhada de outras três. Assim, além do HTC Wildfire E, teremos o HTC Wildfire E+ que mantém a generalidade das especificações, mas aumenta o ecrã para umas respeitáveis 6 polegadas, ainda que a resolução se mantenha a mesma. O processador é também substituído por um MediaTek Helio P22.

Depois temos o HTC Wildfire E1 que é algo diferente dos anteriores, já que aposta num ecrã mais alongado de 19.5:9, ainda assim com resolução HD+, sem que saibamos neste momento mais detalhes sobre o seu hardware, com exceção da bateria que deverá ter 3000mAh.Finalmente haverá um HTC Wildfire propriamente dito que também poderá ser o HTC Wildfire E2. O modelo terá um ecrã algo maior, de 6.2 polegadas, ainda com resolução HD+. O processador a bordo será o Helio P23 com 3GB de RAM e 32GB de armazenamento interno. As câmaras deverão contar com uma câmara principal de 16MP e uma outra de 5MP, enquanto a câmara selfie será de 16MP. A bateria será a maior do grupo, com 3500mAh.Bom, e estas são as propostas da HTC para o seu regresso ao segmento budget. Como sempre, o problema da HTC será o preço com que os equipamentos chegarão ao mercado. Nenhum deles deverá aproximar-se dos €200 para ser verdadeiramente concorrencial face à concorrência Chinesa que tem martelado a HTC para o fundo das vendas. A seu favor, pelo menos o design parece interessante, se bem que algo dentro do expectável hoje em dia.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here