O mundo fotográfico continua numa luta de alma entre as SLR e as mirrorless, cada uma com as suas vantagens e desvantagens, mas um ponto onde as mirrorless parecem nunca perder é no tamanho compacto. No entanto, a Canon continua a apostar nas SLR para as quais tem ainda uma colecção infindável de objectivas, e lançou agora a EOS EOD 250D que atinge um mínimo histórico no que diz respeito ao peso, com apenas 449 gramas, na verdade, apenas 2g face à geração anterior.

Em boa parte, a EOS 250D partilha as especificações da EOS M50, nomeadamente o mesmo sensor de 24.1 megapixéis, e inclusivamente o LCD posicionável de 3 polegadas, com funcionalidade touch.

Onde a 250Dmantém a sua vantagem é no sistema de foco híbrido, mobilizando 9 pontos de foco por detecção de fases, mas também o já consagrado foco Dual Pixel da Canon, permitindo foco em tempo real para captura de vídeo. E na bateria, claro: afinal, onde as mirrorless penam para atingir as 500 fotografias, a Rebel oferece 1,070 imagens (ou 350 se usarmos constantemente o live view).

Esta é acima de tudo uma SLR de gama de entrada para recurso e principiantes, oferecendo 5fps e um ISO máximo de 25,600 (ou 51,200), graças ao novo processador DIGIC 8. Mas a Canon não se esqueceu da nova geração de vloggers e redes sociais, e permite suavizar a pele nas fotografias e possui detecção de olhos para autofoco.

O vídeo pode ser capturado em 4K, mas com grande crop de 2.64x, com um grande impacto no ângulo de visão, fundamentalmente equivalendo a cerca de 50mm de distância focal, sem Dual Pixel.

A minha opção favorita é mesmo a branca, embora estejamos ainda longe da “loucura” da Pentax, com as suas mais de 50 combinações de cores, incluindo cor-de-rosa. Mas em branco, não está nada mau, e por um preço que deverá ser inferior aos €600, a Canon EOS 250D será uma boa opção para iniciantes, ou profissionais à procura de uma câmara de recurso.

Este slideshow necessita de JavaScript.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here