A partir do momento que Xiaomi e Samsung anunciaram a sua parceria para colocarem no mercado o primeiro smartphone com câmara de 64MP, especificamente o Redmi Note 8 Pro, a Realme jamais deixou a sua rival descansar, procurando sempre manter-se na crista da onda com teasers ao seu próprio smartphone com câmara de 64MP. Ora, o Realme XT é finalmente oficial, e com inúmeros pontos de interesse.

Não podemos compreender totalmente porque esperou tanto tempo a Realme para oficializar o Realme XT, considerando as boas especificações que coloca em cima da mesa. Certo é que este equipamento poderá dar dores de cabeça à Redmi, já que apostou no Snapdragon 712, um moderno octa-core fabricado em litografia de 10nm. Entretanto, a Redmi apostou no MediaTek Helio G90T que, embora pareça mais potente, tem ainda contra si a má imagem da MediaTek, algo que – diga-se de passagem – a marca está a tentar mudar.

O Realme XT inclui ainda versões com 4, 6 ou 8GB de RAM e 64 ou 128GB de armazenamento em memórias UFS 2.1. O ecrã é uma unidade Super AMOLED de 6.4 apenas com um pequeno notch em gota de água que aloja uma câmara selfie de 16MP.

Ora, chegando às câmaras, o grande destaque vai mesmo para a câmara de 64MP baseada no sensor Samsung Bright GW1 de 64MP que tira fotografias de 16MP por defeito. Não com crop, claro, mas com emparelhamento de pixéis 4×4, o que oferece melhor exactidão de detalhes e qualidade mais elevada em condições de baixa luminosidade. Entretanto, temos igualmente uma câmara de 8MP ultragrande angular, uma câmara de 2MP para medição de profundidade, e uma última câmara macro de 2MP, capaz de focar a 4cm, o que será suficiente para algumas fotografias impressionantes.

Quanto à bateria, temos uma capacidade de 4000mAh com carregamento rápido de 20W VOOC.

O design do Realme XT promete cativar muitos com o seu acabamento em vidro com textura subjacente que cria parábolas de reflexos sob o Gorilla Glass 5. Com a utilização de um AMOLED, a marca pôde mesmo deslocar o leitor biométrico para debaixo do ecrã, indicando 334ms para desbloqueio do ecrã.

O sistema operativo é o ColorOS 6, baseado no Android 9 Pie, e a marca já prometeu o Android 10 no primeiro trimestre de 2020. De destaque é o Hyperboost 2.0 que deverá ter o efeito de melhor a performance em jogos, com menor latência no ecrã e mais fps.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here