A Huawei ensinou bem a Honor. Isto é preciso dizer. Embora, para todos os efeitos a Honor seja uma marca independente, propriedade de um grupo que não tem qualquer relação com a Huawei, a sua genética, o seu know-how, são o resultado do seu nascimento e infância na Huawei. De outra forma, nenhuma marca poderia em tão pouco tempo erguer-se e lançar os excelentes smartphones da família Honor 50.

Ao todo, a Honor lançou três smartphones dentro da família: os Honor 50, Honor 50 Pro e Honor 50SE, com traços estilísticos em comum, mas diferenças que os segmentam para públicos diferentes. Em comum têm a muito boa notícia de marcarem o regresso da Honor à família Google GMS, o que significa que os serviços Google chegarão instalados nestes smartphones.

Honor 50 e Honor 50 Pro

Estes dois equipamentos são dois exemplares muito claros do que é algo marcante nas marcas Chinesas: smartphones premium que não chegam a ser topos de gama, mas oferecem características quase exclusivas dos equipamentos flagship. Em comum, Honor 50 e Honor 50 Pro têm o Snapdragon 778G.

São, de facto, os primeiros equipamentos a chegarem ao mercado com este novo processador, ao qual juntam 8GB ou 12GB de RAM.

Em comum são também as câmaras principais. Ambo apostam forte neste departamento, disponibilizando uma unidade de 108MP que será acompanhada de uma ultragrande angular de 8MP e duas unidades de 2MP para macro e dados de profundidade. Aqui, ficaria mais confortável com um setup de valor acrescentado com uma lente zoom, mas também é verdade que com o crop da câmara de 108MP conseguimos um zoom digital potencialmente bom.

E quanto às diferenças?

Bom, neste caso o Honor 50 Pro leva a medalha. Isso surpreende-vos? Claro que não. É um “Pro”, afinal. E para o mostrar, aposta num ecrã curvo AMOLED de 6.72″ com resolução FHD+ e taxa de atualização de 120Hz. Do que é revelado pela marca, temos taxa de atualização dinâmica, o que significa que a taxa de atualização se adapta às necessidades da utilização do momento.

Duas câmaras desenham-se no ecrã, uma com 32MP e outra com 12MP com amplo ângulo de visão.

A bateria do Honor 50 Pro também é um elemento de grande destaque, com 4000mAh e carregamento de 100W. Impressionante, diga-se.

Portanto, o Honor 50 não é menos interessante, mas é um smartphone mais compacto para uma utilização quotidiana. Por isso, o ecrã é agora plano e algo mais pequeno, com 6.57″, mas mantém os mesmos predicados do seu irmão maior, nomeadamente a taxa de atualização dinâmica, com 120Hz no máximo. A câmara é apenas uma, de 32MP.

Teremos uma bateria maior, mas não muito, com 4300mAh, com carregamento de 66W.

Honor 50 SE

O terceiro elemento da família Honor 50 é o Honor 50 SE, oferecendo a estética da família, com um núcleo de especificações mais acessíveis.

Começa-se com a troca do ecrã AMOLED por uma unidade de 6.78″ FHD LCD com taxa de atualização de 120Hz, e uma câmara de 16MP.

O processador de serviço agora é o Mediatek Dimensity 900, com 8GB de RAM e 128GB de armazenamento interno. Já atrás, mantém-se – e bem – a câmara de 108MP acompanhada de uma ultragrande angular, mas apenas uma unidade de 2MP. Não é uma grande perda e a Honor deve ser congratulada por não sacrificar o departamento fotográfico.

Finalmente, o Honor 50 SE chega com uma bateria de 4000mAh com carregamento de 66W.

Preço e disponibilidade

Os três Honor 50 chegam com Magic UI 4.2 com Android 11 e suporte Google GMS.

Não existem ainda dados sobre o lançamento internacional dos Honor, mas para já o Honor 50 começa num preço perto de €400, enquanto o Honor Pro já supera os €500. Finalmente, o Honor 50 SE tem um valor perto dos €350.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here